terça-feira, 14 de dezembro de 2010

Carta ao Senador Mercadante

Em 13/12/2010

Prezado Senador Mercadante,

Sei que atingir o status de político neste país equivale a ganhar um prêmio da Mega Sena devido à rápida alavancagem patrimonial e social que se consegue , pois ganha-se oficialmente, extra-oficialmente...ganha-se de todo jeito, verdade? Não se melindre , falo pelo que se sabe , pelos jornais, da maioria dos políticos, portanto não tome meu comentário como ofensa direta e pessoal...se lhe apráz considere-se uma exceção à regra, ora.

Mas agora , senador, fiquei perplexa...pois percebi que o estar político , nos dias de hoje, lhe dá até possibilidades de ignorar as tradicionais regras acadêmicas, e pior...de tentar alterar o comportamento, avaliação e juízo de famosos acadêmicos que comporão a banca examinadora, que poderão estar a se dobrar , pelo seu prestígio, ao seu intento pessoal de obter deles o doutorado pela Unicamp.

Não tenho que lembrar-lhe todos os passos e procedimentos pelos quais o senhor teria que passar para chegar diante da banca e ser avaliado. O senhor os conhece bem, e está a ignorar a todos. O favorecimento que poderá lhe ser feito é claro, a irregularidade será flagrante. Por isso considero minha mensagem relevante e oportuna, já que nós, gente do povo, acabamos de fazer aprovar com muito esforço a Lei Ficha Limpa, infelizmente logo enodoada pela digital dos ilustres parlamentares...mas já é um avanço. Significa , senador, que estamos num processo de tentativa de moralização do ambiente político-social, e me incomoda muito perceber que a Unicamp está sendo usada , atraves de meios ilegais e anti-éticos, para o senhor conseguir a satisfação indevida de seu ego . Se o senhor quiser obter o grau de doutor faça como todos os comuns mortais ...use o caminho convencional do esforço para obtenção do mérito.

Muito grata pela atenção,

Mara Montezuma Assaf
Postar um comentário