sábado, 3 de abril de 2010

E os suplentes, fica tudo igual?

18/03/2010


O maior fator desencadeante do rebaixamento da ética e da qualidade dos trabalhos no Senado é o sistema de suplência, que acaba entronizando no cargo um indivíduo despreparado que , apesar de não ter recebido um voto sequer de seus patrícios por não ter concorrido às eleições, tem direito e poder de influir em nossos destinos com suas decisões.
É uma afronta aos eleitores. Já foi proposto que suplentes seriam os segundos colocados em votos à vaga de senadores nas eleições, mas parece que os bolsos dos candidatos não ficaram muito satisfeitos com essa idéia... Não existe mesmo interêsse dos políticos em propor esta regra já para o próximo pleito?
Acho que o Senado merece, e os eleitores mais ainda!
Postar um comentário