sábado, 3 de abril de 2010

As Damas de Branco

19/03/2010


Trinta mulheres , as corajosas Damas de Branco cubanas, apelavam pacificamente por liberdade aos presos políticos enquanto cerca de 800 partidários de Fidel se empurravam para gritar insultos contra elas.

A desproporção dos números evidencia o quanto temem os Castro estes movimentos de protesto. Portanto, a ordem é abafar e abafar, sem outra alternativa pois estas cenas não podem e não devem ficar gravadas nas retinas e na memória da população . Afinal, os cubanos não leem outras noticias pelo jornal Granma que não sejam as escolhidas pelo censor, e aquilo que não se vê não se sabe, portanto não existe.

Velho ditado colocado em prática nas "democracias" socialistas e totalitárias: o que o olho não vê, coração não sente" e melhor que tudo, a mente não registra .
E tem gente que ainda sonha transformar o Brasil numa Cuba em tamanho gigante...
Postar um comentário