quarta-feira, 19 de agosto de 2009

SEQUESTRO RELÂMPAGO




Sequestro- Publicada na Jornal Hoje em Dia - MG e Diario Sudoeste-BA em 19-08-09

Um assunto que não está nas páginas dos jornais é o aumento dos seqüestros relâmpagos cujas conseqüências são saques bancários através dos cartões acompanhados das respectivas senhas, o roubo de carros, o trauma dos assaltados que ficam vivos, quando não são mortos ou ficam paraplégicos e a leniência da justiça em relação às penas impostas aos bandidos que por conhecerem a impunidade descobriram uma nova forma de assalto rentável e sem punição. O cidadão-contribuinte é quem paga pela omissão da justiça. Quem tem seu carro roubado é penalizado pelo seguro, que além de ficar mais caro, perde pontos na companhia seguradora e em muitos casos não consegue mais fazer seguro. Como se o cliente fosse o culpado pelos roubos. Os bancos por sua vez colocam a culpa nos governos que são os responsáveis pela segurança e deixam o cliente falando sozinho. O cidadão pagante de altos impostos não tem garantida a sua segurança. E contra isso, os governos não têm responsabilidade? Os bancos pensando no próprio bolso colocam segurança particular nas suas agências e quem paga é o contribuinte-cliente, pois as tarifas são cada vez mais caras. E por que não colocar policiais nos caixas eletrônicos com direito a verificar se quem vai sacar é o cliente mesmo? Uma medida simples que os clientes iriam agradecer. Mas a quem interessa acabar com esse tipo de crime? Com a palavra os governos, a polícia, as seguradoras, os bancos e nossos parlamentares que são muito bem pagos para fazer as leis e também estão se lixando para o povo. Acorda Brasil!

Izabel Avallone
Postar um comentário