terça-feira, 10 de julho de 2012

REFORMA DO ESTADO

A demora exagerada do governo para concretizar a tão esperada Reforma Tributária e sua ânsia para resolver os problemas com ações pontuais, que elevam temporariamente o consumismo desenfreado, vai gerar a médio prazo a falência da indústria e a inadimplência do povo. Além da Reforma Tributária é urgente a Reforma do Estado, tornando-o mais enxuto e capacitado para se tornar eficiente e eficaz e, assim, cumprir com a sua missão que é a de garantir o desenvolvimento e crescimento do país e oferecer bem-estar ao povo brasileiro. E isso só será possível se o povo acordar e exigir os seus direitos!
Postar um comentário