quarta-feira, 27 de abril de 2011

Planejamento e Metrópole (e Jorge Wilheim)

Em 16/04/2011

Coincidindo com o início da articulação política de Lula para eleger um petista , ou pelo menos um aliado, na prefeitura de São Paulo, leio o artigo de hoje "Planejamento e Metrópole" (Estadão A2-16/04) do arquiteto e urbanista Jorge Wilheim, que entre muitas considerações que considero acertadas, introduz sutilmente o nome de Marta Suplicy entre os nomes de Fabio Prado, Toledo Piza, Faria Lima, Olavo Setubal, como exemplos de edís nada individualistas, que foram capazes de, deixando interesses de carreira, ideologia e partido de lado , governar de forma impar a cidade de São Paulo.

Ora...começa que Wilheim , insidiosamente , deixou José Serra de fora desta lista - prefeito que marcou esta metrópole com uma gestão de primeira linha- ao mesmo tempo que em diversas passagens do texto tece tímidos elogios (e até merecidos) a Geraldo Alckmin (mas já fomentando novas disputas entre os 2 tucanos) .

Porem, o fato de inserir o nome da petista Marta Suplicy , com quem Wilheim trabalhou, como exemplo de gestora competente e moderna , generosa e altruísta, independente dos interesses e dos programas de seu partido e só voltada aos interesses da cidade de São Paulo, é considerar que nós paulistanos somos descerebrados ou imémores.

Vale lembrar que muitas de suas obras tiveram que ser totalmente refeitas: o túnel-piscina na Av.Rebouças sob a Av.Faria Lima, a Av. Vereador José Diniz e seu corredor de ônibus , e uma obra que acompanhei de perto por ter sido proposta pela associaçõe de bairro a que pertenço, o Parque dos Cordeiros. Para ser entregue antes que sua gestão se encerrasse, a obra foi feita sem a menor preocupação com os ditames da engenharia, pois entre outras falhas, siquer tinha sistema de drenagem...e ameaçou virar um pântano esboroando pelas bordas apenas dois meses após sua inauguração. O parque do Cordeiro de hoje , nos parâmetros de excelência que atingiu e do qual o bairro se orgulha e usufrui, deve-se somente ao prefeito José Serra. Marta ficou na história da cidade como a autora do famoso Projeto Belezura...por fora bela viola, por dentro pão bolorento.

Para terminar, lembro que durante a primeira gestão de Kassab - aquela que foi muito boa Wilheim chegou a escrever neste mesmo jornal criticando a Lei da Cidade Limpa, dizendo que a retirada dos outdoors apenas serviria para mostrar a feiura natural da cidade de São Paulo. Eu tenho memória de elefante ...para azar delles...
Postar um comentário