quinta-feira, 18 de novembro de 2010

Vazamento ou extravasamento

18/11/2010



O sistema interno de som do Palácio do Planalto deixou vazar os extravasamentos de alguns deputados da base aliada enquanto faziam um conchavinho esperando o presidente Lula para uma reunião agendada do conselho político do governo.

O deputado Sandro Mabel , lider do PR (lembram-se dele na época do mensalão do PT?) chegou a sugerir a legalização dos bingos desde que parte da arrecadação fosse para a Saúde...ao inves de se reeditar a CPMF com outro nome; ou fosse para ajudar a engordar no aumento do salário mínimo. O líder do PDT, Paulinho da Força Sindical, reforçou esta tese do salário mínimo, chegando a declarar que não sabe mais como enrolar (o termo foi esse mesmo) o pessoal do polícia neste assunto, e que periga da categoria armar uma greve geral caso a PEC 300 que fixa um piso de R$ 3.200 para os policiais militares e bombeiros dos Estados não seja aprovada.

O som da reunião só foi cortado quando Lula chegou à reunião...que estranho, mas não sem antes deixar ouvir perfeitamente o deputado lider do PR Sandro Mabel fazer um comentário bem irônico sobre o aumento de poder aquisito da população: "Paulinho, nesta questão do aumento do salário, precisa tomar cuidado. O povo quando fica rico, fica mais exigente", afirmou Mabel.

Não foi edificante esta conversa travada entre os líderes da base aliada do governo? É nessa informalidade chucra que se decide o destino da maioria dos brasileiros.

Dois comentários: Com relação à legalização dos bingos lembro que Lula, no primeiro mandato chegou a dizer que os bingos eram piores que prostituição infantil...deixaram de ser? Quanto ao povo ficar mais exigente quando fica rico...há controvérsias...o povinho azeitado com bolsas e cotas fica leniente ao seu provedor...e quanto à elite do dinheiro que só visa o bem de seu capital ,esta deu ampla cobertura à candidata do governo nesta eleição. Já a classe média que sustenta este país , essa sim fica mais exigente quanto mais pesados se tornam os impostos que a sobrecarregam .
Postar um comentário