domingo, 26 de setembro de 2010

CORDEL DO AEROLULA


Por aqui, no chão, seguimos de pau de arara
Tropicamos na estrada em lombo de mula
No céu uma procissão... Político não para
De passear no bem bom do AeroLulla

Viajam de mãos dadas Collor, Lula, Zé Sarney
Tudo igualzinho quando vão para o trono
Bando de puxa saco lambendo o do rei
Povo entre a seca e enchente perdendo o sono

Vai junto deputaiada, sogra, concubina, irmã
Prá ver posse de rei, beijar o papa ou festa pagã
Qualquer lugar serve. Cuba, Europa, África ou Irã
Se o povo pede algo... deixam para amanhã

Refestelados sob manto da corrupção
Estômagos fartos regados a canapé e vinho
Usufruem do recebido em algum mensalão
Pra nós? Acham que basta bolsa e chinelinho

Se eles vivem passando tão perto do céu
Porque deus nunca castiga nenhum pecado?
Quando um... só unzinho, cá embaixo, vira réu
É um tal de não sei de nada... Coisa de aloprado

Devem fazer cursos pras bandas do Oriente
Histórias das Mil e Uma Noites... Ali Babá
Na tripulação do metalúrgico presidente
Quarenta ladrões o promotor disse que há

Coração de mãe, avião segue sempre cheio
Fila crescendo de oportunistas de plantão
Fico Tiririca... Posso dizer sem receio
Sai tudo correndo se gritar “pega ladrão”.

Terno Armani, camisa de linho bordada
Fogem do batente como o diabo da cruz
Locupletam-se no Planalto da Alvorada
Tantos em palafitas... Filhos descalços e nus...

Falcatruas, promessas, sobra é lero-lero,
Uísque importado, cachaça e tira gosto...
Mamar nas tetas dessa vaca até eu quero...
Resta-me trabalhar para pagar imposto

Queria ver essa raça andar de ônibus, de jegue,
Correr risco de acidente em rodovia federal...
Vem ano, vai ano, a bandalheira prossegue...
Pra esses caras-de-pau, ano inteiro é carnaval

Como ensinar aos filhos a ética e honestidade?
Me explica, alguém!... Cristo, Ogum, Padim Ciço,
Senhora Aparecida ou qualquer outra entidade
Sofrer nesta vida queria dizer passar por isso?

Não é possível! Será que um dia o povo acorda?
Acaba com essa maracutaia? Aprende a votar?
Faz esse bando de picaretas que pinta e borda
Sentir um diazinho só como é duro trabalhar...

Chato o desejo, mas não vou mentir:
“Meu deus, por favor, não se engane
Se mais algum avião tiver que cair
Que no Aerollula ocorra a pane!”

Postar um comentário