quinta-feira, 8 de julho de 2010

A banalização do mal

07/07/2010

Se for comprovada a história dantesca envolvendo o goleiro Bruno e a sua ex , a jovem Elisa Samudio, mais uma vez fica evidente que todos os limites da maldade humana foram ultrapassados na sociedade brasileira.

A brandura da legislação para com os criminosos , o absurdo sistema de progressão de penas instituído para tentar minimizar a falta de vagas nas prisões - o abrandamento da lei para crimes hediondos, as saídas temporárias de apenados sem que haja um contrôle rígido e eficiente por parte dos responsáveis pela população carcerária - e que acaba por colocar a população decente à mercê de verdadeiros celerados - produzem nas pessoas de caráter deformado e já propensos ao delito a sensação de impunidade necessária para cometer atrocidades com a maior frieza. Ultimamente os crimes noticiados contra mulheres e crianças nos remetem a filmes de terror.

Há que se rever a legislação equivocada e danosa que nos transformou em vítimas potenciais de criminosos à cada dia , pois já é comum ouvir-se que " saimos pela manhã para trabalhar e não sabemos se voltamos" . Infelizmente o mal foi banalizado neste país!



Postar um comentário