sábado, 28 de novembro de 2009

Exercício de cidadania e civilidade

27/11/2009


Gostaria de entender porque certos segmentos da militância petista tem tanta dificuldade em lidar com o contraditório, incapazes que são de respeitar críticas feitas ao governo Lula sem imediatamente reagir com a característica truculência e deboche ofensivo contra quem "ousou" pensar com a própria cabeça.

Acontece que a crítica fundamentada em argumentos sólidos é um exercício de cidadania que vem sendo cada vez mais incentivado e respeitado por inúmeros jornais brasileiros que , entendendo ser essa uma via de conscientização política , cada vez mais abrem espaço de "cartas de leitores" em suas edições diárias.

Cabe agora aos leitores destes jornais, independendo de suas ideologias e preferências partidárias, aprender a receber as mensagens que contrariam suas convicções com mais equilíbrio e polidez, respondendo às mesmas com contra-argumentos que se limitem ao tema abordado, sem levar para o campo das ofensas pessoais.

Afinal, fazer crítica a um governo ou a um político é normal e desejável numa democracia, pois todo homem público já fez adrede a escolha de estar exposto e portanto, também de estar sujeito a críticas.

Seus eleitores e simpatizantes podem e devem responder a todas elas mas com argumentos que respondam à crítica feita e não com ofensas que desabonem o crítico. Isso eu chamo de exercício de civilidade.

Digo isso para que neste ano de campanha eleitoral o espaço de "cartas de leitores" não se transforme num ringue de lutas e ofensas pessoais de nível pouco recomendável.
Postar um comentário