sexta-feira, 16 de outubro de 2009

Tarso e a censura ao Estadão


16/10/2009


Num artigo publicado hoje no jornal O Estado de São Paulo, Tarso Genro deixa claro que no princípio não reconheceu como censura a ordem do TJ-DF contra o Estadão para a não publicação de informações sobre Fernando Sarney. Tudo embasado na defesa do "patrimônio subjetivo" deste cidadão incomum.

Agora , no entanto, muda de idéia (explica essa mudança através de um raciocínio tortuoso) e decide que a permanência de tal proibição caracteriza censura sim.

O recado de Tarso, na verdade, é o seguinte: a liberdade de informação existe , mas pode deixar de existir no momento em que quisermos.

Entenderam? O governo Lula transformou a liberdade de imprensa numa liberalidade do seu governo...dependendo de sua veneta.
Acorda, Brasil!
Postar um comentário