domingo, 16 de agosto de 2009

Siga os trilhos da Norte-Sul

15/08/2009

As obras da ferrovia Norte-Sul, concebida por Sarney nos idos de 1987, já duram duas décadas e agora Lula transformou-a em estrela do PAC.

O que já entrou de dinheiro neste projeto nem dá para contar, só não se sabe onde foi parar. Por isso o TCU , ao constatar irregularidades,determinou que o governo retivesse 10% dos pagamentos às empreiteiras , e por isso, pararam as obras de novo. Questiona-se também a qualidade da obra: engenheiros da Vale do Rio Doce, que já pagou antecipado ao governo cerca de 1 bilhão de reais pelo direito de explorar comercialmente um trecho da ferrovia por 30 anos, constataram falhas no projeto, e um serviço de pífia qualidade, tendo encontrado trilhos mal assentados, enferrujados , mal soldados e até trincados, o que causaria fatalmente descarrilamentos.

Seguindo em viagem pelo caminho dos trilhos nesta estória obscura, na primeira estação temos Lula reclamando que o TCU parou as obras, mas na verdade quem o fez foram as empreiteiras. Na próxima estação chega-se à Valec, empresa vinculada ao Ministério dos Transportes (que deveria cobrar as empreiteiras) e quem manda na Valec é Ula, Ulisses Assad, diretor de engenharia desta estatal, e amigão de Fernando Sarney. Segundo a PF Ula está implicadíssimo na organização criminosa denunciada pela Operação Boi Barrica. Talvez por isso , no final de 2008 o conselho de administração da Valec pediu a cabeça de Ula. E quem o salvou? Quem? O dono da última estação...piuíiiiiiii...estamos chegando na... Estação José Sarney.

E Lula diz que a culpa das obras paradas é do TCU...pode?
Postar um comentário