domingo, 16 de agosto de 2009

Palavra contra palavra

15/08/2009

Se a oposição trabalhar direito e não deixar governistas e aliados colocarem impecilhos no seu caminho, uma acareação poderá acontecer entre Dilma e Lina Vieira, que acusa a ministra de tentar induzí-la a "agilizar" a investigação contra os Sarney.

Dilma já chegou a dizer que "será a palavra dela contra a minha",como se o simples fato de estar ministra desse mais credibilidade à uma palavra sua.

Vale lembrar que em mais de uma ocasião Dilma foi flagrada em mentira: no caso do dossiê dos Cartões Corporativos contra FHC, que se provou ter sido preparado dentro da Casa Civil ; no currículo disponibilizado na internet que atestava um mestrado e um doutorado de Dilma que nunca existiu; na denúncia de interferência sua na venda da Varig , favorecendo um fundo de investimentos americanos tendo o compadre de Lula, Roberto Teixeira, representado os compradores...fato que ela negou mas não provou.

Porisso, quando Dilma tenta desacreditar a acusação de Lina Vieira, ex-secretária da Receita Federal, de tentar forçá-la a fazer vistas grossas nas investigações contra a familia Sarney , não deve ela apelar para o peso de sua palavra, porque já se viu que ela nada vale. Até porque, por não atender à vontade de Dilma, Lina foi demitida. Esse é o maior indício de que Lina é quem diz a verdade...
Postar um comentário