domingo, 12 de abril de 2009

?Speedymia? voltou- publicado no caderno Metróple em 12/04/09

A Telefônica desrespeita seus consumidores há muito tempo. Ela é considerada a 5.ª pior banda larga do mundo e é 400 vezes mais cara que a do Japão. A lei do call center entrou em vigor, porém tem sido ignorada pela empresa. Para piorar, desde o dia 6 de abril se tornou um verdadeiro inferno usar o Speedy. Segundo orientações da advogada Maria Inês Dolci, da Pro Teste, é direito do consumidor ter descontadas da conta as horas em que ficou sem o serviço. Os clientes devem calcular quantas horas de instabilidade enfrentaram, relatar ao SAC da empresa e solicitar ressarcimento. Segundo a advogada, os assinantes também devem registrar reclamações nos órgãos de defesa do consumidor. Parece simples, mas os clientes da Telefônica sabem o quanto é difícil ligar para o 10315. E a Anatel, faz o quê? Simplesmente fecha os olhos. Culpar os hackers por pane é cômodo, e o que o consumidor tem a ver com isso? Os clientes Speedy, além de amargar prejuízos, têm de perder seu tempo procurando a Justiça. Chega de incompetência!
Postar um comentário