terça-feira, 28 de abril de 2009

Arrozeiros

Arrozeiros expulsos de Roraima não mereceram a menor consideração do governo, siquer indenização . Portanto, que saiam mesmo deixando as terras como as encontraram há 40 anos atrás: sem nada ! Até porque as benfeitorias serão avaliadas a preço de final de feira, para serem usufruidas pelas entidades indigenistas da Igreja católica a serviço dos interesses internacionais.

Com certeza arrozeiros que tomarem esta atitude corajosa , de quem verga a espinha dorsal pela força da Justiça mas não a deixam quebrar pela humilhação, serão penalizados mais uma vez.

Um alto preço a pagar por terem brio.
Postar um comentário