sábado, 10 de janeiro de 2009

O mel e a mosca

Alguém já parou para pensar do porquê de a maioria de nossos politicos serem tão passíveis de serem corrompidos e também tão tendentes a serem corruptores? Não me venham falar que "esse povinho brasileiro não presta" - é o que primeiro dizem - pois não é verdade. O que não presta é a casta politica que se assenhoreou do poder não movida por ideais patrióticos, mas atraída pelas benesses pecuniárias através das quais ingressam no mundo dos ricos.

Afinal, ser politico em Brasilia não é mais uma vocação, uma inspiração idealista, é uma corrida pelo pote de ouro: apartamento, telefone, passagens aéreas, aluguel de carro, jantares em restaurante, badalação, tudo pago , além do régio salário ...e da aposentadoria adquirida em tempo às vezes recorde.Ser politico não é mais exercer uma carreira profissional, é gozar legalmente de mordomias. É o mel atraindo moscas.

E se politicos forem muito gananciosos e não se contentarem "só" com isso , apelando para mensalões , não há problema...a imunidade parlamentar lhes garantirá a devida impunidade. Por isso é que politicos envolvidos em maracutaias criminosas trataram de se reeleger: para que a tal imunidade continuasse a mante-los longe das garras já bem pouco afiadas das leis brasileiras.São moscas se lambuzando no mel.

Dito isto, como esperar que a nossa classe politica seja formada por cidadãos íntegros, movidos por ideais patrióticos?
Postar um comentário