terça-feira, 13 de janeiro de 2009

FALTA DOS PROFESSORES

FALTA DOS PROFESSORES- publicado no Estadão on line em 13/01/09, jornal Diário do Gde ABC- em 19/01/09

De acordo com o Saresp - Sistema de Avaliação de Rendimento Escolar do Estado de São Paulo, verificou-se que para cada ponto porcentual a mais na escala de ausências de professores em sala de aula, o desempenho dos alunos perde 16 pontos em Matemática e 14 em Língua Portuguesa. E ainda afirma que a presença do professor em sala de aula está diretamente ligada ao aprendizado do aluno. Depende, pois se o professor não for competente, ele pode ficar em sala de aula todos os dias que os alunos não vão aprender. Esse dado serve apenas marcar o absenteísmo dos professores. Nada que comprove estar ligado à aprendizagem. Quando o professor é bem remunerado, trabalha em escola que ofereça boas condições de trabalho e é competente não se observam faltas em excessos e os alunos aprendem. Em contrapartida, há escolas sem as mínimas condições de trabalho. Nesse caso o professor falta, ou entra em licença médica. Tanto é verdade que as melhores escolas e mais bem equipadas e situadas são as que pagam mais para seus professores. Eis uma deformação de como pagar os professores. O prejudicado? O aluno. O culpado o Estado que além de não remunerar seus professores coloca nas escolas professores que mal sabem ler e o resultado não poderia ser outro.

Izabel Avallone
Postar um comentário