sexta-feira, 9 de março de 2012

Meritocracia X Apadrinhamento

12/02/2012

A meritocracia e a enfase à bagagem tecnológica para a escolha de um candidato a ocupar cargos de relevância foi engavetada no governo lulopetista e trocada pelo apadrinhamento e "companheiragem" e o resultado é o que veio à tona desde o primeiro momento do governo Dilma: denúncias de desvios de dinheiro público de verbas ministeriais para os cofres dos partidos e/ou bolso dos afilhados.

No caso de Denucci, foi pior, porque a dinheirama foi direto dos fornecedores da Casa da Moeda para a conta em banco de paraíso fiscal do agora ex-presidente da Casa da Moeda Luiz Felipe Denucci, que aumentou seu patrimônio familiar em US$25 milhões.

Os laços de apadrinhamento e companheiragem foram descritos pela mídia: Denucci era irmão de falecida amiga de Dilma Rousseff dos tempos da ditadura, além de ser amigo de Lula, Delfim Netto, Dornelles e José Múcio. Por conta de ser tão querido é que não foi colocado para fora do cargo assim que as denúncias começaram...o que colocou Mantega numa saia justa para explicar o inexplicável, valendo para isso até a tentativa de jogar a responsabilidade para o PTB...o que não colou.

Agora é ver se Denucci se explica ou se complica com a Receita...Vamos às apostas!
Postar um comentário