terça-feira, 20 de março de 2012

AÍ TEM

(No Estadão online, terça-feira, 20.03.2012)
Conforme revelado pela ONG Contas Abertas, o governo Dilma teve gastos sigilosos por meio de cartão corporativo, entre 2009 e 2011, de R$ 89,7 milhões, 44,7% do total em cartões. São vários absurdos. Primeiro, a não divulgação de gasto do dinheiro público que justificam como sendo "garantia da segurança da sociedade e do Estado”. Gostaria muito de saber que "segurança" é essa que permite esconder valores tão altos? E também, quais gastos caem nessa categoria? Estou preparando meu imposto de renda e penso pleitear à Receita Federal se, como o Poder Executivo, eu também não posso ter alguns gastos "sigilosos" para minha segurança pessoal. Naturalmente,
seria um pouco menos de R$ 89 milhões (sic). Será que aprovarão meu pedido?
Silvano Corrêa
Postar um comentário