quarta-feira, 19 de outubro de 2011

De calcinhas

30/09/2011

Por isso que quando jovem ( e minha geração foi a da liberação da mulher...a do FORA O SUTIAN, movimento liderado por uma mulher feia de doer e provavelmente cheia de ódio pelos homens indiferentes) eu preferia a roda de conversas dos rapazes do que a do grupinho de garotas...pois era uma chatice sem igual , uma pregação sem fim em defesa das posições a serem tomadas para conquistarmos o mundo, desbancarmos os homens como se eles fossem nossos oponentes e não parceiros, blablabla. Extremos sempre me causaram repulsa. E parece estarmos vivenciando um momento parecido dentro do governo Dilma, que não por acaso colocou um número expressivo de mulheres em postos relevantes.

Leio agora que a Secretaria de Políticas para Mulheres da presidência da República considerou a propaganda da Hope (contando uma historinha boba) mensagem de apelo duvidoso para as mulheres, tendo arrepiado os cérebros da feministas de plantão, que imediatamente exigiram que o Conar suspendesse a propaganda. Valha-me Deus...até onde chegarão as mulheres do governo Dilma?

Mas eu lhes aconselho que entrem no site do Ministério do Trabalho, e se pesquisarem direitinho como eu fiz há algum tempo, vão encontrar links indicando cursos para Profissionais do Sexo, onde acharão cartilhas ridículas ensinando estas mulheres e homens a como se trajar para atrair parceiros , como se portar, indicam técnicas de sedução de forma bem "didática" , ensinam como abordar assuntos que levantem a "moral" do parceiro...um conteúdo parecido com o de revistinhas pornográficas , e confesso, também me arrepiou mas pelo mal gosto e pelo incentivo que dá à prática da profissão mais antiga do mundo, e que nunca precisou de instrutores...até que apareceram os petista...é incrível! Talvez o MEC, do ministro Fernando Haddad julgue oportuno abrir faculdades nesta área? Formarão p...rofissionais de alto padrão , com direito a diploma de bacharel, doutorado, mestrado! O que a Secretária de Política para Mulheres tem a dizer sobre este assunto? Ou este assunto não lhes causa espécie?
Postar um comentário