quarta-feira, 21 de setembro de 2011

A semana d'opegapulhas

1-Balão de ensaio
Qualquer criancinha percebe que o empenho do fogueteiro-mor na campanha de um desconhecido para a Prefeitura paulistana ,não passa de um balão de ensaio. Afinal, quem colocou um poste na Presidência, se julga poderoso o suficiente para colocar uma lâmpada queimada na cidade de São Paulo. A ponto de rejeitar, como a maior parte do eleitorado paulistano, as pretensões da ex-prefeita. Aqui, candidato ruim, a gente rechaça e glosa!

Flavio Marcus Juliano

2-Haddad....iva da educação (editado no Estadão.com em 14/09/2011)
Se USP e Unicamp não usam a nota do Enem como critério de seleção no vestibular, desestimulando os melhores alunos a prestar o Exame, conclui-se que nada está sendo feito para que os piores alunos sejam orientados decentemente e façam a nota do Exame subir. 68% das escolas de elite de São Paulo apresentarem desempenho decrescente de 2009 para 2010 é muito preocupante.

Flavio Marcus Juliano

3-Não é possível
Às vezes a gente olha para certos políticos em cargos ministeriais e conclui.... não é possível que esse fosse o espermatozóide mais esperto!!!

Flavio Marcus Juliano

4-ENEM me engano!

Já que profundos estudos são feitos e tantas sugestões são dadas para melhorar a qualidade do ensino no Brasil, melhorar o aprendizado, aumentar o tempo de aluno na escola (ou diminuir o seu tempo ocioso), pergunto: em pleno século XXI, por que as férias de julho? Será que é para preservar nossas crianças do rigoroso inverno e da neve no país?
Flavio Marcus Juliano

5-Que coisa!(editado no Estadão.com em 15/09/2011)
Passou 11 de setembro, passou 12 de setembro, passou 13 de setembro. E as duas famosíssimas tôrres gêmeas de Brasília continuam lá, de pé,......nos enchendo de vergonha! Um verdadeiro atentado!

Flavio Marcus Juliano

6- Pode Ministro Debochar do Brasil?(editado no Estadão.com em 16/09/2011)
O irresponsável PMDB - Pode Ministro Debochar do Brasil? - ouviu do ex-ministro do Turismo, ao deixar o govêrno, que denúncias são "menores". Como êle. Como pessoa, como cidadão, como político. Como quem o indicou e nomeou.
Utilizar funcionário pago com dinheiro público para seu uso particular, durante sete anos, e ninguém perceber, é para fechar a espelunca.

Flavio Marcus Juliano

7-Um nome no fim do túnel
Os nomes que vão desfilando como postulantes ao cargo de prefeito de São Paulo são para fazer qualquer paulistano bom da cabeça, rir-se do deboche que virou a política ou chorar pela possibilidade da cidade cair, novamente, em mãos erradas. Já tivemos o "rouba, mas faz", o "rouba e não faz", "aquele que diz que não rouba e também não faz" e está na hora de aprender a votar. Eleger alguém que conheça profundamente as subprefeituras, exercendo-as ou coordenando-as, alguém que tenha uma postura ética no exercício do mandato. Andrea Matarazzo parece ser o único nome no fim do túnel que preenche tais requisitos, pois não carrega vícios políticos nem sobrenome de antepassados políticos, pois competência na política não se herda.

Flavio Marcus Juliano


8-Mudam as moscas, mas.........
Interessante como os insetos vão caindo, mesmo se sabendo onde fica o criadouro principal. O foco maranhense é uma fonte inesgotável de pragas a exigir uma potente fumegação. A vespa-rainha ainda não se tocou como é nocivo um marimbondo de fogo.

Flavio Marcus Juliano

9-Aperte a descarga!
Observando a alta rotatividade ministerial, lembrei-me que os políticos deste govêrno são como as fraldas: descartáveis e devem ser trocados, constantemente, e sempre pelo mesmo motivo.

Flavio Marcus Juliano

10-Onde está Wally?
Mais 354 mortos na Líbia e, curiosamente, com todo o aparato moderno da tecnologia da informação, não se sabe onde está Kadafi, que afirma estar na Líbia. Como o médico estuprador que estava nas mãos da Justiça brasileira e escapuliu, será que a longa caça, à moda Bin Laden, se repetirá, gerando altos lucros a quem procura e prejuízos incalculáveis aos prejudicados por eles?

Flavio Marcus Juliano

11-Soletrando......
Haddad e Lulla solenemente vaiados -ÚÚÚÚ- no ABC, logo,logo em toda SP -KKKK-,e o PT rejeitado e enxotado por eleitores de A a Z. Gritar é bom, mas ter responsabilidade, na hora H de votar, é o X da questão e é muito melhor.

Flavio Marcus Juliano

12-Indice de Desvio de Honestidade
Dentre os grandes feitos anunciados por um "progressista" político maranhense está a elevação do IDH do seu Estado (0,683) ao nível do IDH do Japão (0,884)! Será que êle comparou no período em que foi jogada a bomba em Hiroshima? O Maranhão possui a segunda pior expectativa de vida do Brasil. Pena que certos políticos, como êle, fujam a essa regra.

Flavio Marcus Juliano

13- O quadragésimo
O "fictício" ministro extraordinário para assuntos eleitorais está livre para fazer o que mais gosta: empurrar para o eleitor engôdos para administrar capitais importantes. A muamba que ele tem a oferecer aos paulistanos: Haddad, rechaçado por estudantes universitários pela sua gestão inepta, errática , demagógica e incompetente, administrativamente, frente ao Ministério da Educação ou,no tapetão, a ex-prefeita Marta, notória pelos mesmos defeitos. Felizmente, aqui em São Paulo, nenhuma chance para ambos, o que torna o 40o. ministro , um gasto perfeitamente dispensável.

Flavio Marcus Juliano

14-Mipones
O atual govêrno brasileiro está repleto de "aspones", haja vista a enorme quantidade de mal-feitos que, diàriamente, a imprensa noticia. Quarenta ministros, entre oficiais e fictícios, que não entendem "muito bem" dos assuntos de sua pasta, ou seja, verdadeiros mipones que não são do ramo, só podem levar a uma velocidade inédita na troca de incompetência por incompetência. Imaginem se uma grande empresa, com o RH contratando executivos assim, pode ter sucesso e vida longa? Pouca vergonha, Dona Dilma!

Flavio Marcus Juliano

15-Sugestão de sigla
Já que houve problemas no Min. da Agricultura e, no caso do Desenvolvimento Agrário, parece que "não entendem muito bem dos assuntos da pasta", não seria o caso de unificá-los sob a sigla MINISTRUME?

Flavio Marcus Juliano

16-Bovinos(editado no Estadão.com em 20/09/2011)
Sabe-se que, na India, a vaca é um animal considerado sagrado. Agora, tornar sagrada a inocência do Boi maranhense, com todas as provas que a PF coletou, mostra que, para a Justiça brasileira, a carne é fraca e o filé é garantido sòmente para alguns.

Flavio Marcus Juliano

17-Promessa clara
Após racha por indicação, o novo titular do Min. do Turismo promete "honrar" o PMDB. Vem besteira por aí.........

Flavio Marcus Juliano

18-Tolerância zero!
Os adversários petistas de Haddad, o favorito do chefe, estão nervosinhos à toa. Nem Haddad, nem o chefe, nem os quatro outros postulantes à candidatura a prefeito de São Paulo, farão o milagre dos 30% se alterar para mais. Tanta incompetência, tantos deslizes, só farão esse percentual se reduzir, dando lugar a quem tenha experiência administrativa coordenando as sub-prefeituras e conhecendo os problemas da cidade com profundidade. Pessoal do PT, relaxe, gose e vá cantar em outra freguesia.

Flavio Marcus Juliano

19-Suum cuique tribuere
A velocidade espantosa, se comparada aos vergonhosos padrões brasileiros, com que foram anuladas as provas da operação da PF, desprezando diversos pareceres, dá a entender que a venda nos olhos da Justiça é para "que se atribua a cada um o que é seu", mas só pode abrir o pacotinho em casa para ver a surpresinha. O percurso e o desfecho do julgamento em prol dos réus, provocaram "desconfôrto e desconfiança" entre ministros do STJ. Imaginem o "desconfôrto e desconfiança" do povo brasileiro com essa maneira inusual de inocentar sempre os mesmos sem-vergonhas.

Flavio Marcus Juliano
Postar um comentário