sexta-feira, 12 de novembro de 2010

Engula a CPMF

Minha coluna publicada na Página “Opinião”, 12/11, no Diário do Comércio da Associação Comercial de São Paulo www.dcomercio.com.br “home” do Museu da Corrupção. O tema é a CPMF-Zagalo, “Vocês vão ter que me engolir !”, lembra ? (NF).

Neil eu não votei no poste Ferreira

Que vontade de escrever um palavrão mas engulo a raiva e não afundo na baixura lullo-petista, vai “engula”a CPMF e pronto. Votou no Poste ? Engula a CPMF. Não votou no Poste ? Engula a CPMF, não engula a raiva.

No “Aulete Digital”: Engolir: 1 Fazer passar (alimento) da boca para o estômago; Deglutir. 2 Comer com sofreguidão; Devorar: Engoliu um sanduíche às pressas e voltou para o trabalho. 3 Fig. Aceitar como verdadeiro (o que é falso): Engoliu a história sem desconfiar de nada. 4 Fig. Sofrer calado ou resignadamente: "...Ronaldo teve que engolir as vaias dirigidas a ele..." 5 Fig. Tornar mais curto; diminuir: A bicicleta veloz engolia grandes distâncias. 6 Deixar de dizer, de falar, de revelar (algo): Engoliu a resposta malcriada que decidira dar. 7 Tabu. Exercer o homossexualismo de maneira passiva. 8 Bras. Não conseguir evitar (o goleiro) um gol: Engoliu uma bola fácil de defender. 9 N.E. Chegar a determinada altura: As águas da enchente engoliram as casas. 10 Sofrer em silêncio, sem reclamar: Engole seu sofrimento sem dizer nada. 11 Arrebatar, tomar, roubar: Os sem-terra invadiram o mercadinho e engoliram todos os produtos . 12 Engolir em seco. Suportar (injustiça, humilhaç
ão, ofensa), reprimindo reação.

Estas explicações dizem tudo, repito-as para ênfase. 3 Fig. Aceitar como verdadeiro (o que é falso): Engoliu a história sem desconfiar de nada. 4 Fig. Sofrer calado ou resignadamente: "...Ronaldo teve que engolir as vaias dirigidas a ele..." 10 Sofrer em silêncio, sem reclamar: Engole seu sofrimento sem dizer nada. 12 Fig. Engolir em seco, Suportar (injustiça, humilhação, ofensa), reprimindo reação.

Igual aos americanos quando dizem “suck it...” que quer dizer “chupa”. “Chupa ” é um progresso em relação aos incontáveis palavrões que continuam a chegar à minha caixa postal, como demonstração do nível dos ganhadores da eleição, habitantes do país dos “mais de 80%”, talvez leitores do livro “Viajando com o Presidente”, 320 páginas repletas de palavrões presidenciais.

(Nós que votamos no Serra vencemos em todos os Estados que produzem o PIB e pagam a conta. Perdemos em todos os Estados que vivem de mesada e penduram a conta. Somos 44 milhões que dissemos um sonoro “Basta” à corrupção pandêmica nunca antes vista “nestepaíz”, dizem que chefiada de Brasília. Temos o direito constitucional de espernear.)

Acho que “chupa” é um palavrão em petês castiço. Uma das minhas “correspondentes”, que se diz avó, mãe, culta, poliglota e professora aposentada que passa férias em Paris, onde conhece restaurantes carésimos que só sei de ouvir falar ou por fotografia, representante da “Nova Classe” (conforme livro profético de C. Virgil Gheorghiu), brinda-me com “CHUPAs !” maiúsculos em corpo 48 e com ponto de exclamação cada vez que nada tem de melhor a fazer com seu tempo ocioso.

Quem votou e quem não votou no Poste, codinomes “Dillma”, “Wanda” “Estela”, “Patrícia”, “ Maria Lucia”,“Mulé do Lulla”, sei lá quais outros, vai engolir a CPMF a seco logo de cara e é só o começo. Nem penduraram a faixa no Poste, évem aumento de imposto.

Governadores-laranjas, como Cid Gomes e Eduardo Campos, do Ceará e Pernambuco, e Anastasia, da oposicinha do Aécim em Minas (que papelão hem Aécim, você nunca me me enganou, como minerim você é um Ziraldim escritim e escarradim...) fingem que constrangem o Poste a “aceitar falar sobre” a CPMF.

O Poste já falou no seu “Mein Kampf” tão claro quanto o cumpanhero Adolf falou no dele. Ninguém pode dizer que não foi avisado. Lulla vive choramingando e clamando por vingança pela CPMF derramada no senado então hostil, e o Poste já falou em entrevistas “-- Se as contas não fecharam, aumentam-se os impostos”. Fui claro ou preciso desenhar ?

Estimam a CPMF em 50 Bi por ano, que as “zelites conservadoras e predatórias” (como são chamados em petês castiço quem não votou no Poste) “tomou da saúde dos mais pobres”. Quem sabe de um centavo da CPMF arrecadada que tenha sido destinado para a saúde, levanta a mão.

Desde de o fim da CPMF, o Leão já mordeu do otariado o dobro desses 50 Bi em fome arrecadatória e sabe quanto foi para a saúde ? Nem déreal. Agora, meia dúzia de gunnnverrnadores levantam a bola na rede para o Poste nos esfolar.

Vamos chiar. Há na internet um abaixo-assinado contra a CPMF, que precisa receber milhões de assinaturas. Vamos assinar, distribuir, divulgar e repetir as mais de 12 milhões de assinaturas do “Ficha Limpa”. (O Poste é “ficha limpa” com sua história de assaltos a cofres e bancos ?)

Há mais esta, de “cabo de esquadra” como se dizia nos bons velhos tempos. Quando você vai pagar seus impostos, qualquer um, você faz uma operação financeira. E paga CPMF para pagar seus impostos. Repito para você decorar, com a CPMF você paga imposto para pagar imposto.

Como escreveu o guru Millor Fernandes, “para bom entendedor meia palavra basta, entendeu ...ecil ?”

UNE, BEBEL E O SINDICATO DOS PROFESSORES, QUE AMEAÇARAM “QUEBRAR A ESPINHA DO SERRA EM DEFESA DO ENSINO” ENEM TÃO AÍ PRA MIXÓRDIA DO ENEM.
Postar um comentário