sábado, 13 de novembro de 2010

Ares pesados

09/11/2010


Se ao inves de nós, cidadãos brasileiros, estarmos escrevendo às colunas de leitores de jornais, estivessemos agora transitando por uma estrada, neste momento deveria estar bem à vista uma placa com os dizeres: CUIDADO, TRECHO DESBARRANCADO.... DIRIJA COM CUIDADO PARA NÃO CAIR NO PRECIPÍCIO!

Digo isso devido ao clima que estou sentindo no setor das comunicações. O patrulhamento da militância na internet se intensificou ao inves de abrandar após a vitória de Dilma . Depois foi o caso da estudante paulista , cuja reação em cadeia transformou, de propósito, um fato isolado em bola de neve gigante...a estudante está sendo justamente processada mas sua estrepolia pessoal se transformou em bandeira para tentarem demonstrar uma xenofobia geral de paulistas contra nordestinos que nunca existiu, o que acabou comprovando que na mão contrária o ódio regional, de nordestinos contra paulistas existe sim e foi bem fomentado pelo governo Lula nos últimos anos .

Acrescente-se a esse caldo podre de cultura o fato de que estudantes frustrados que fizeram críticas ao ENEM , tiveram a honra de receber mensagem do MEC pelo Twiter com o alerta de que estavam sendo monitorados , num claro gesto de intimidação: comportem-se ou não serão aprovados é NUNCA! Fora a evidência de que o monitoramento comprova que censura já está sendo praticada - e sinaliza que daqui para frente o governo só aceita loas mas nunca críticas, amém.

Coroando o ambiente pós vitória de Dilma, temos a reação beligerante de Franklin Martins que defende até um enfrentamento contra os adversários para "regular" a mídia, classificando de "fantasmas" a suposição de que o governo petista ameaça a liberdade de imprensa ao levantar debate sobre o tema.

Referindo-se à internet ,disse que a "própria rede se encarrega de censurar o que lhes desagrada" o que, para bom entendedor significa que existe já uma milícia do tipo chavista nos monitorando. É com esta perspectivas sombrias que posso dizer que estamos caminhando à beira de um barranco...se ele cair de vez, vamos todos juntos para o precipício...

Está bom assim para voces?
Postar um comentário