quinta-feira, 29 de julho de 2010

E A MODERNIDADE?

(No Estadão online, quinta-feira, 29/07/2010)
Dilma Rousseff, disse que o País "tem 14 milhões de empregos criados para vencer o medo outra vez"... ''e construir a esperança". E concluiu: ''Hoje todos sabem do que somos capazes". E qual foi o custo de tudo isso? Com os juros mais altos do planeta e a infraestrutura em frangalhos; com enormes deficiências no sistema educacional; sem uma segurança adequada; com as leis sendo desrespeitadas e o Judiciário cooptado pela Presidência; com todos os que foram tachados de ''os 300 picaretas'' participando e impondo seus interesses no governo; sem um plano de ação que vá além de muitas viagens seguindo um rol de projetos denominado PAC (Plano de Antecipação de Campanha)... É, sra. Rousseff, sabemos bem do que é capaz seu chefe e mentor, assim como seu partido. São capazes de tudo para atender à finalidade principal, que é manter o poder e a garantia das ricas boquinhas para companheiros e amigos do rei. Dessa capacidade o Brasil não precisa. Precisamos de competência, boa administração de nosso dinheiro, com projetos de base, bem elaborados e executados. Precisamos de um governo que saiba conduzir o Brasil para o nível de progresso dos países sérios e desenvolvidos, não um que, sempre procurando votos, o afunde com muitos discursos e pouco trabalho nas reformas essenciais para sustentar o progresso e a modernidade. Silvano Corrêa
Postar um comentário