sábado, 3 de abril de 2010

Escolas Técnicas Federais do Rio

30/03/2010



Por uma emissora de rádio (CBN) ouvi uma jornalista comentando sobre algumas escolas técnicas federais inauguradas há pouco tempo no Rio de Janeiro, as chamadas CETEC.

Segundo a jornalista a CETEC de Nova Iguaçú, inaugurada em 2004 e hoje com mais de 1000 alunos, é um exemplo de descaso e má gestão. Com eternos problemas de manutenção, metade dos banheiros estão simplesmente interditados, e os que estão sendo usados, alguns não tem bacia e outros siquer tem portas.

Problemas de vazamento podem ser atestados pela umidade nas paredes. Caminhões pipas são chamados quase diariamente para o fornecimento de água, e para os alunos beberem, os próprios professores se cotizam para a comprar de galões. Em função da rêde elétrica ser inadequada , o laboratório de solda está simplesmente fechado.
O corpo docente não está completo, as quadras esportivas estão interditadas...enfim, um caos.

Na CETEC de Duque de Caxias, muitos cursos não tem professores, e como os laboratórios ainda estão sendo construídos, os alunos só recebem aulas teóricas...de prática nada! E a escola é de nivel técnico! Que tipo de profissional sai desta escola?

Em São Gonçalo a história se repete, a escola passa por reformas emergenciais e também não existe laboratório.

Em Arraial do Cabo a mesma situação...com um detalhe a mais: os alunos comem sentados no chão por falta de simples mobiliário.

Pela má qualidade do ensino nessas escolas técnicas federais em função da falta de professores e da precariedade das instalações oferecidas aos alunos - se pode medir o tamanho do respeito e da consideração que o governo tem com o futuro de nossos jovens.

Não adianta , por um estrito interesse em criar propaganda política, inaugurar escolas de forma atabalhoada e sem planejamento, se depois de pouco tempo elas estão em ruínas e os alunos ...ao léu.

Creio que o povo do Rio de Janeiro , pelos altos impostos que paga, deveria cobrar mais dos governantes.
Postar um comentário