segunda-feira, 1 de fevereiro de 2010

Mulher séria arreganha os dentes, sim, senhor presidente. Por Marli Gonçalves

Esperei a poeira baixar, eu me acalmar e o presidente estar fora de perigo, para rebater um verdadeiro desaforo que ele andou falando semana passada e, claro, com a Tia Dilma por perto. Talvez você não tenha visto, mas ele disse que “mulher tem de ser séria”. “Quem tem de ficar arreganhando os dentes é homem”. Siderou de vez. Mostrou-se outra vez.




Vou falar por mim. Tenho certeza de que sou séria, na medida do que o sério deve ser, e arreganho os dentes, sim, senhor presidente! E não só para sorrir, o que também adoro e peço a Deus que eu o faça ainda por muito tempo. Arreganho os dentes de várias formas. Algumas vezes, inclusive, para me proteger e rosnar contra pessoas atrasadas como o senhor ainda se mostra de vez em quando, infelizmente. Que papo é esse? Desde quando seriedade é cara feia? É rudeza? É esse amargor do rosto sempre crispado que agora falsamente vocês querem nos impor como a mulher? Diga que ela é sua candidata. OK. Mas não diga que é porque ela é mulher, séria, que não arreganha os dentes. Nós, mulheres, somos bem mais espertas do que o que vocês acreditam.

Se alguém tiver de votar nela, votará porque gosta de uma pessoa formatada para ser poste, a cada dia mais encarne o político tradicional, aquele meio tudo, e que não é nada: meio de lá, meio de cá, duas gotas de Minas, gaúcha quando convém - falsa que nem as cores de alguns cabelos. Enfim, um verdadeiro transexual da política, pensando bem. Um contrário. Um poste.

Tive e tenho vários amigos travecas. Adoráveis moças de noite, homens de calão e rudeza de dia, mesmo que de salto alto e saia. Mas precisa ser verdadeiro para dar certo. E Tia Dilma não é. Justamente no falar lá do Rio Grande, arreganhar os dentes quer dizer ameaçar alguém. Se for assim, ai, ai, ai! Ela está arreganhando os dentes, ameaçadora!

Desculpem a sinceridade, mas não estou falando nada que você também não veja. O que ela tem, politicamente, de mulher? Até quando poderia sofrer, preferiu ser de ferro. Bota a cara de pau quando mente, faz de sonsa. Agora também quer tentar dar pinta de vovó. Coisa meiga. Imaginem Tia Dilma tricotando um sapatinho, ou no crochê. Na hora em que ela começar a apertar as criancinhas melecadas para tirar foto! Iremos ter ondas de crises de enjôo e pesadelos. Chama a Cuca!

A frase do presidente me fez lembrar como é inacreditável que essa turma de forma geral ainda mantenha tantos de seus preconceitos idiotas e esquerdistas a respeito do mundo, da vida, do sexo, do comportamento. Recordei da Dona Marta se entregando...

Acredito que quem tem mais ou menos minha idade alguma vez deve ter ouvido (ou ainda ouça), e isso era - garanto - obrigatório, que mulher “certa” não devia ficar por aí mostrando os dentes, como quem quisesse dizer, “se fazendo de fácil”, “oferecida”, “barata”. Não pegava bem. O que iriam falar? “Não fica aí se abrindo toda!” – era coisa de mães tentando moldar nossas submissões iguais às delas. Tantas mulheres tristes foram finalizadas nessa forma! Tantas fêmeas de pensamento castrado!

As zebras-da-planície, descobri, arreganham os dentes para sacar uma boa hora para o sexo. É o tal riso do cavalo – dos machos: enruga o lábio superior e mostra os dentões, o que apura seu olfato. Então, macho pode, conforme também tagarelou o presidente. Homens podem arreganhar os dentes à vontade! Ora, nos poupe, por favor.

Se for para falar de mulher, então vamos ver a Hillary Clinton, a até perua Cristina Kirchner, ou a chilena Michelle Basselet, a alemã Angela Merkel, Indira. A Marina Silva, independentemente de sua posição política, e do que vai querer ser quando crescer. Durante toda sua vida soube arreganhar os dentes, vencer as adversidades, dar a volta por cima e manter uma fragilidade visível de alma feminina. Inclusive, sempre coquete, de uma elegância nata, crua, rústica, com roupas de algodão e sementes de enfeite. Mas nem ela vai se meter a trouxa de tentar se lançar politicamente, eleitoralmente, como mulher.

É uma plataforma difícil. Ainda não apareceu quem possa carregar esse estandarte, que nos orgulhe. E arreganhe os dentes.

São Paulo, grrr, grrr, chuá-chuá, 2010.




· Marli Gonçalves é jornalista. Pensa em criar uma lista de temas de comportamento para espalhar no chão que ela pisar. Para eles todos pisarem. O melhor equipamento de raios-X e detector de mentiras eleitorais do mundo.



Conhece o Twitter? Estou lá, mas sinto sua falta. Siga-me! É divertido. Tenho postado coisas legais, fotos, fatos, noticinhas e afazeres do dia-a-dia. O endereço é "www.twitter.com/MarliGo"

E mais: aqui tem muito mais Marli, todos os dias. Visite a Casa da Mãe Joana. Fique à vontade. Sinta-se em casa.


E-mails:

marli@brickmann.com.br

marligo@uol.com.br

ATENÇÃO: Por favor, ao reproduzir esse texto, não deixe de citar os e-mails de contato, e o site onde foi publicado originalmente, www.brickmann.com.br

Visite sempre nosso site. Lá você encontra todos os artigos anteriores:www.brickmann.com.br
Postar um comentário