quarta-feira, 20 de janeiro de 2010

Lula critica paulistas

16/01/2010


Diz-se que a maneira mais certa de se arrumar um inimigo é prestando um favor a um necessitado que se apresenta como amigo.. O sentimento inicial de alívio de quem recebe é substituido , no correr do tempo, por um ressentimento de quem não gosta de se sentir devedor de nada. Ingratidão é isso...é cuspir no prato onde comeu .

Por exemplo: foi em São Paulo que Lula encontrou abrigo e ambiente favorável para desenvolver toda sua trajetória de vida. Entretanto ontem, ao comentar as críticas ao Programa Bolsa Familia, disse que ele só é combatido pelos preconceituosos, e imediatamente já apontou a elite paulista como sendo aquela que mais faz crítica a este programa....Até parece que os que não concordam com a amplidão dada a esse programa assistencialista/eleitoreiro se concentram todos em São Paulo. Interessante, foi justamente no meio da elite paulista que Lula encontrou seus primeiros apoiadores, Marta e Eduardo Suplicy que o digam. Foi entre os empresários paulistas que Lula primeiro passou o chapéu e encontrou os maiores financionadores de seus programas...inclusive o mais recente e polêmico, o filme pseudobiográfico que tem como escopo criar uma imagem ideal e irreal de Lula , transformando-o num mito.

Mas há que se considerar que Lula governou até hoje sustentado por dois pilares: os pobres , para quem deu pão e circo, e os muito ricos, favorecidos neste governo como nunca dantes neste país. Esta elite economica - e agora cheia de muito dinheiro -penhoradamente agradece a Lula ! . Portanto, é da classe média - que fez o papel de burro de carga da Nação e que no final ainda pagou a conta praticamente sozinha - que Lula tem que ter medo, é com ela que Lula/Dilma vão se ver nas urnas! E classe média não é exclusividade de paulista, está por todo o país.
Postar um comentário