sábado, 26 de dezembro de 2009

O mito insustentável

30/11/2009



Lula apoiou Zelaya , deu-lhe guarida e agora vê que chutou bola fora. Zelaya hoje é responsabilidade sua...uma pedra em seu pescoço.

Lula recebeu Ahmadinejad com honras de chefe de Estado, legitimando-o no cargo assumido através de fraude eleitoral , e que está revelando ser um verdadeiro tiranete para seu povo. Lula oficialmente apoiou o programa atômico iraniano ...e agora o Irã anuncia a construção de 10 usinas de enriquecimento de urânio, desafiando determinação das potências mundiais. Se um pouco mais adiante este fanático opressor resolver usar a energia atômica para fins bélicos...o Brasil, um país tradicionalmente pacifista, terá incentivado essa catástrofe?

Justiça seja feita, pois na verdade não terá sido o Brasil nem os brasileiros a apoiarem as loucuras de Ahmadinejad: essa terá sido uma exclusiva escolha do presidente Lula. Está tudo muito bem registrado em documentos e imagens para que futuros historiadores possam traçar o verdadeiro perfil deste que hoje é tema de filme , parte importante dessa máquina de propaganda monumental e inédita que foi montada para criar o Mito Lula, com cinemas itinerantes, apresentação em universidades federais, lançamento de DVDs a R$10,00 , até a vendas de ingressos subsidiados à empresas.

No Brasil isso é coisa inusitada no lançamento de qualquer produção do cinema nacional. De tal porte só me recordo de ter lido em livros referentes aos tempos de Joseph Goebbels, Ministro do Povo e de Propaganda de Adolph Hitler. Franklin Martins, ministro da Comunicação Social e responsável pela divulgação do governo Lula deve ter bebido água desta fonte nazista...

Vale sempre lembrar que a despeito do esforço propagandístico de Goebbels,o que restou de Hitler foi só a verdade histórica!
Postar um comentário