sábado, 26 de dezembro de 2009

Censura à vista...horizonte borrascoso

17/12/2009


Confecom , a Conferência Nacional de Comunicação que está sendo realizada em Brasilia, tem a côr, o cheiro e a digital da esquerda mais totalitária e retrógrada que só sobreviveu ao fim da União Soviética por ter migrado para o hemisfério sul . A mudança de latitude e longitude lhe fez bem, pois encontrou terreno fértil entre os povos de países subdesenvolvidos e emergentes, fácil de renderem-se à sedução de seus discursos de caráter populista.

Seus representantes na Confecom estão tentando fechar um pacote de medidas com o fim precípuo de colocar limites ao trabalho da imprensa . Entre elas já foram hoje aprovadas algumas bem preocupantes, como a sugestão de uma nova Lei de Imprensa ( a "velha" , do tempo dos militares foi deletada há poucos meses pelo STF...sob alegação que a nossa legislação já tem instrumentos suficientes para punir ou proteger o cidadão de excessos que possam ser cometidos através da imprensa ou por ela própria ). Ve-se agora que o motivo de aboli-la era bem outro .

Alem disso, a reapresentação da proposta de criação do Conselho Federal de Jornalismo (aprovada também) denota que o governo não se conformou com o fracasso ocorrido em 2004 quando ele tentou sua criação pela primeira vez...quando a grita foi grande e ele , estrategicamente recolheu suas unhas na ocasião. A hora não convinha , pois era primeiro mandato de Lula, e o escândalo do mensalão petista ainda o fazia tremer...

E o que dizer da proposta da imposição de contrôle nos meios de comunicações através de "conselhos regionais", valendo para TV, rádio, teatro, cinema, publicidade, ressuscitando práticas do tempo de Stalin na União Soviética? Já não nos basta a TV Brasil - o canal do Lula - como veículo de propaganda exclusiva do governo? .

Apesar das propostas que sairem desta conferência não terem força de lei, a verdade é que eles , os petistas de Franklin Martins estarão com o esbôço pronto para ser apresentado ao Congresso como sugestão de projeto de lei, correndo o risco ainda de serem aprovadas por decreto numa impulsiva canetada de Lula . O risco da censura à imprensa é iminente, não há porque se duvidar disso. E o verdadeiro cego é aquele que se recusa a enxergar!
Postar um comentário