terça-feira, 20 de outubro de 2009

PROFESSORES NO RN


Professores no RN- publicado no Diário de Natal em 19/10/09

Vergonhoso o salário de um professor no Brasil. O secretário da Educação do Estado do Rio Grande do Norte, Rui Pereira, minimiza o impacto negativo da notícia, pois seu Estado paga o sexto pior salário ao professor, ao acrescentar que ao salário dos professores foram implementados três itens no plano de Salário dos professores que "contam agora com a ascensão horizontal, que ocorre a cada dois anos, quando é observado diversos indicadores do desempenho do professor e ele recebe um aumento de 5% e a ascensão vertical, no caso do professor fazer alguma especialização, como mestrado e doutorado, além da antecipação do piso nacional". Apesar do discurso, o secretário faz vistas grossas ao cerne da questão: os alunos saem das escolas sem saber ler e escrever, e isso está ligado a péssima formação dos professores. Com um salário de fome que vem sendo oferecido aos professores dificilmente a carreira do magistério atrairá pessoas para o ofício de ensinar. Para ensinar é preciso estudar, façam umapesquisa e vão se surpreender com o número de professores que não assinam um jornal, não lêem um livro por mês e para dar conta de sustentar seus lares são obrigados a trabalhar 40 horas. Onde fica a qualificação do professor? Desde quando o piso nacional dos professores é algo que atraia um professor às salas de aulas? Por anos e anos de indiferença com a Educação os governos têm como resultado os péssimos desempenhos dos alunos nas provas de avaliações. Uma coisa é certa o dinheiro destinado a educação nunca chega às escolas, perde-se no meio do caminho. Tecnocratas falam de gabinetes e não conhecem a realidade in loco. Foi sempre assim e o professor que é quem deveria fiscalizar de perto as verbas da Educação segue alienado e surdo aguardando que um dia a história mude. Acorda Brasil!
Izabel Avallone
Postar um comentário