segunda-feira, 12 de outubro de 2009

ENTENDIMENTO OLÍMPICO




(No Estadão Online, segunda-feira, 12/10/2009)
A riqueza do Brasil é uma só, e é limitada. Mas os interesses em torno dela são conflitantes. De um lado, temos o cidadão comum sobrecarregado de cada vez mais impostos, pedindo aos governantes mais transparência, competência e melhor uso do dinheiro público. De outro, os governos federal, estadual e municipal, gastando mal, pensando só nos próprios interesses e em iniciativas populistas usadas como alavanca eleitoral, querendo mais "flexibilização", redução de controles fiscais e mudanças contábeis para liberar mais e mais verbas. Temos de resolver essa eterna disputa. Ainda mais agora com a responsabilidade de uma Copa do Mundo e de Jogos Olímpicos é essencial chegarmos a um entendimento. O Brasil precisa se unir com "seriedade olímpica", e o governo tem de dar o exemplo. Que os deuses do Olimpo nos ajudem influenciando Lula e seu muito inflado governo a controlar melhor seus gastos. Do contrário, não vai ter Hércules que aguente carregar tantos investimentos e maus gastos!
Postar um comentário