terça-feira, 13 de outubro de 2009

Carta a Micheletti - presidente de Honduras


13/10/2009


Caro Presidente Micheletti,

Não se curve , por favor, à pressão da comunidade internacional, pois ceder à ela significa condenar toda a América Latina ao populismo de esquerda mais abjeto da História ; significa realizar as metas do Foro de São Paulo determinadas por Fidel e Lula, seus principais criadores ; significa nos condenar à servidão daqueles que ainda rezam pela cartilha de Stalin. Lembre-se, a comunidade internacional e as grandes instituições estão tomadas pela esquerda mas não são donas da verdade. Ellas pasarán!

Caro Presidente, coube à pequenina Honduras o papel mais honroso: o de ser a nação latino-americana a dar o primeiro passo na luta contra o bolivarianismo chavista, esse braço armado da esquerda internacional na América. Um Davi contra um Golias. Mas nunca se esqueça que Davi derrotou o gigante maléfico usando de sua criatividade , de sua astúcia juvenil, mas principalmente, de sua ousadia. Ele sabia que era uma luta do "tudo ou nada", de vida ou morte.
Para toda a América Latina também é uma luta do tudo ou nada, pois se formos submetidos, tudo perderemos, e nada teremos a ganhar! Será um golpe de morte para a Democracia.

Fuerza, Micheletti, mucha fuerza! Hoy usted es nuestro presidente! Presidente de todos latinoamericanos antibolivarianos!

Mara Montezuma Assaf - São Paulo/Brasil
Postar um comentário