segunda-feira, 17 de agosto de 2009

O beijo de Judas

Publicado no Estadão de 15/08/09

Que a já pré-candidata à sucessão presidencial não deixe que se lhe infle o ego com falsos afagos de quem, desesperadamente, começa a perder a pose. O desespero de perder a "boca" após 8 anos começa pela exigência de fidelidade partidária, de insinuar que seu sucesso é fruto do apoio da militância e outras fantasias. Se ela sonha em ser apenas uma marionete controlada e programada pelos bastidores, o povo nem sequer tomará conhecimento das suas propostas, pois o que mais o povo deseja é romper com tudo isso que está aí.

Flavio Marcus Juliano
Postar um comentário