terça-feira, 7 de julho de 2009

Lula e Sarney: antes, tão diferentes! Agora.....

Levando-se em conta o conceito, ainda tão em voga na política brasileira, de que “o homem vale pelo mal que pode fazer”, fico pensando o que de tão grave saberia o senador Sarney sobre o presidente Lulla, a ponto de obrigá-lo a comprar briga até mesmo com o PT, na ânsia de “livrar a cara” do presidente do Senado. Pior ainda quando fica evidente o fato de Lulla estar “nadando contra a maré”, visto que diariamente surgem novas evidências de comprometimentos de Sarney com esquemas de corrupção, favorecimento ilícito, nepotismo, tráfico de influência e “otras cositas más”, deixando que claro que “o do bigode”, apesar de toda aquela pose de homem sério, está “mais sujo do que pau de galinheiro”. O fato é que seu Lulla deve mesmo “botar a barba de molho”! Afinal, uma raposa velha como Sarney, com passagens pelos mais poderosos cargos da República, transitando livremente por governos de diversas matizes ideológicas e orientações partidárias, não só deve ter juntado um arquivo de fazer inveja ao SNI, como deve ter deixado claro aos interessados, a certeza de que, se naufragar, não vai sozinho, pois “afundará atirando em todas as direções”. Pelo sim, pelo não, Lulla, que nos “bons tempos” era conhecido como adepto do “XÔ SARNEY”, resolveu mudar para “SÔ SARNEY”, e passou a apostar seu prestígio pessoal na montagem de um esquema que possa salvar a pele do seu “novo amigo de infância”.

Júlio Ferreira