sábado, 11 de julho de 2009

Exagero na transparência?

20/06/2009

Todo patrão está ciente de quanto paga por seus funcionários. Nós, povo-patrão, parece que não merecemos o mesmo direito. Opositores condenam o que chamam de exagêro na transparência exposta no Portal De Olho nas Contas, alegando que tal listagem mais confundiu que esclareceu, por haver comprometido a privacidade dos funcionários públicos municipais ao expor seus salários.

Ouso afirmar que a transparência não confundiu...ela incomodou justamente aqueles que estão acostumados à moda turva com que tudo se faz neste país. E eles são ágeis... conseguiram rapidamente retirar a página da internet por meios legais.

Como se pode alegar comprometimento de privacidade quando o cidadão paulista já tem exposta sua vida íntima através da Nota Fiscal Paulista, instrumento optativo, é verdade, mas com uma isca atraente através de uma devolução em valores através do qual o Estado fica ciente de quando e onde faço minhas compras de supermercado, e quanto gasto nelas, de quando e onde efetuei gastos em roupas, livros, lazer e quanto gastei com isso ...ou seja, mais invasivo que isso impossível, e até agora não ouvi um pio de reclamação da parte de ninguem.

Mas quando nós, pagantes de altos impostos e patrões do funcionalismo público temos a oportunidade de saber da folha de pagamento de nossos empregados...surge quem diga que a transparencia é excessiva. A verdade é que meia-transparência é igual a transparência nenhuma, e acredito que os que mais se insurgem são os que mais se beneficiam dos véus.

Parabenizo o prefeito Kassab pela iniciativa e creio que essa é uma proposta de trabalho que deveria ser seguida também a nível estadual e federal...já pensaram nisso? Então pensem !
Postar um comentário