terça-feira, 23 de junho de 2009

ERRO NA VOTAÇÃO

ERRO NA VOTAÇÃO/OS GUARDIÃES DO IRÃ - publicado no Estadão on line em 23/06/09
e jornal JB -RJ em 29/06/09

Agora se sabe que o Conselho de Guardiães do Irã, o mesmo que endossou a vitoria do presidente Mahmoud Ahmadinejad admitiu que houve erro em cerca de 3 milhões de votos. Para isso foram necessárias varias mortes em virtude dos protestos que tomaram as ruas daquele país. Nenhuma novidade quando se trata de verdadeiros “donos do poder”, disfarçados em líderes populares vendendo a imagem da licitude das urnas. Se os venezuelanos saíssem às ruas, Hugo Chávez também seria desmascarado, assim como Evo Morales e companhia bela. O presidente Lula fiel apoiador dos governos autoritários endossou o processo eleitoral do Irã, dizendo: “Eu não conheço ninguém, a não ser a oposição, que tenha discordado da eleição do Irã. Por enquanto, é apenas uma coisa entre flamenguistas e vascaínos”. Faltou ao presidente Lula respeito aos iranianos que morreram nos protestos, aos jornalistas, blogueiros e opositores que denunciaram fraude na votação de 12 de junho. Por essas e outras é bom abrir bem os olhos com as próximas eleições em 2010. Se Lula nega um direito a quem se opõe a Ahmadinejad sem ouvir o contraditório e ainda faz piadas com a dor alheia, pode se imaginar o que vai acontecer no Brasil. Acorda Brasil!
Izabel Avallone
Postar um comentário