segunda-feira, 29 de junho de 2009

DINASTIA KIRCHNER

Dinastia Kirchner populista- PUBLICADO NO Diario da Manhã em 29/06/09

Os Kirchner vêem seus eleitores cativos diminuirem após dois anos da implantação de programas assistencialistas. Um dos programas do plano família prevê a doação de cerca de 300 pesos, equivalentes a R$ 90,00 mensais, para mães de baixa renda. O plano envolve a distribuição de cestas básicas e tíquetes-refeição. Nenhum dos programas traz contrapartida, como a obrigatoriedade das crianças nas escolas. O casal Kirchner há seis anos distribui dinheiro público para o eleitorado mais pobre. Através desses programas, moradores pobres também receberam geladeiras e outros eletrodomésticos. Cerca de 5,5 milhões de aposentados e pensionistas receberam pedido de voto de Cristina Kirchner nas entrelinhas das cartas enviadas ao custo de 22 milhões de pesos (R$11,3 milhões). O uso abusivo da máquina pública na Argentina chama a atenção de estudiosos no assunto pela falta de reação da população. Somente oposição e imprensa denunciam a prática eleitoreira. No mais, não há para quem reclamar. Nesse domingo, Cristina Kirchner enfrentará as urnas no grande teste pró-pobreza. De acordo com os resultados, saberemos as chances do Brasil em 2010.
Izabel Avallone
Postar um comentário