segunda-feira, 18 de maio de 2009

REFORMA POLÍTICA

Reforma política- publicada no Correio Braziliense em 18 de maio

Repugnante e indecente a ideia da lista fechada. Uma vez que o golpe vem sendo gestado, é preciso incluir alguns requisitos. Quando os contribuintes vão pedir um financiamento em qualquer instituição, são obrigados a apresentar uma série de exigências. Por que não usar o mesmo instrumento para aqueles que pretendem uma cadeira de parlamentar? Algumas sugestões para moralizar a lista fechada: 1. Fica proibida, pelos partidos, a indicação de candidatos que estejam respondendo a processos de qualquer natureza, com documentos protestados e em débito com as obrigações legais; 2. Os candidatos deverão passar por exames de aptidão realizados por profissionais contratados pelo TSE, devendo as despesas ocorrer por conta dos partidos, na proporção dos candidatos examinados; 3. Fim do foro privilegiado, da imunidade parlamentar e do voto secreto em casos de interesses da população; 4. Semana de trabalho de cinco dias; 5. Pagamento de 13 salários ao ano; 6. Férias de 30 dias por ano. Somos todos iguais perante a lei ou não?
Izabel Avallone
Postar um comentário