terça-feira, 17 de março de 2009

Paula Oliveira - a brasileira

(escrito 17/03/2009)

O artigo de Sergio Fausto (Estadão - 17/03/2009 - pag.A2 ) nos mostra que, da Suiça para o mundo, a mentirosa advogada Paula Oliveira foi um espelho a refletir o Brasil. Porém, ressalto que "neschte paiçs" a mentira só não é maior do que o tamanho da impunidade que a respalda.

Impunidade legal , possibilitada pela Constituição tão pouco Cidadã votada por muitos dos politicos que ainda estão aí. Lei Maior brasileira , que , da Suiça só nos faz lembrar seu queijo, cheio de furos e brechas ...Brechas legais e tão convenientes aos propósitos dos maus intencionados que as criaram, são os instrumentos principais utilizados num julgamento para livrar a cara de importantes pilantras nacionais.

Eu pergunto: como pode um povo deixar de ser mentiroso se é a própria lei que o ensina e incentiva a mentir? Se são os homens públicos e nada probos que nos dão os maiores exemplos de como se mentir para uma multidão mantendo na cara o sorriso mais cínico , impassível e desafiante? Como se dissesse: eu sou, mas quem não é?
Postar um comentário