terça-feira, 24 de fevereiro de 2009

efeitos de uma noitada de Carnaval

Fotinho na página 4, do caderno metrópole(24/02), mostrando o presidente no camarote do Governador do Rio, no Sambódromo, não deixa dúvidas, embora todo o cuidado tivesse sido tomado para os ilustres - convidado e anfitrião - não aparecerem com copos na sacada: o chapéu que o "bem amado" presidente usava, não conseguiu disfarçar ( e até acentuou) a cor púrpura daquela fisionomia, inebriada!... Aliás, não entendi o chapéu: seria camuflagem para evitar a "ovação" recebida anteriormente? E aquela que parece muda, descer para a avenida e sair para abraçar a rainha da bateria, comprometendo a performance da escola que desfilava(C8), estaria também sob os efeitos deletérios da noitada?
Aparecida Dileide Gaziolla
Postar um comentário