terça-feira, 9 de dezembro de 2008

Sem surprêsas!

Falta de brio o não assumir seus atos. Mas brio é um atributo desconhecido no manual da ética petista, mormente agora em que, nos preparativos da campanha de 2010, o PT resolve jogar a responsabilidade pela crise interna brasileira nos partidos de oposição. Gosto da coerencia petista, pois pelo menos a gente sempre sabe com quem está lidando, não há surpresas! Vejam, se o lulopetismo já roubou do PSDB a autoria do programa de governo que tão bem os norteou até agora, nada mais justo que seguir na mesma linha "ética" e imputar-lhes o fracasso economico do governo, fruto da suprema incomPeTencia petista em administrar crises.
Só que , em assim agindo, o PT acaba por admitir que não sabe nem mesmo surfar em marolinha...
Postar um comentário