segunda-feira, 24 de janeiro de 2011

A HIDRA AMEAÇA

(No Estadão online, segunda-feira, 24/01/2011)
Cuidado, presidente Dilma, pois o sindicalismo, já está buscando controlar o seu governo, como fez com o do seu antecessor. Já se manifestaram de modo preocupante o deputado Paulo Pereira da Silva, presidente da Força Sindical, e o sr. Artur Henrique, presidente da CUT. O primeiro disse que, se a senhora "ficar ouvindo seus burocratas, vai ter muito trabalho" com eles, e o segundo, que a senhora se cercou de "economistas burocratas", empenhados em "implantar a agenda dos derrotados nas urnas". Creio que isso já se configura como o bafo venenoso da serpente "hidra sindical" criada por Lula. Como, na mitologia grega, Héracles matou a serpente com muitas cabeças de um golpe só (pois, cortando uma, duas cabeças surgiriam no lugar, tal como no peleguismo sindical), a senhora deve tomar forte medida para pôr já a "serpente" no seu devido lugar. Uma ideia seria aplicar com firmeza as armas da Constituição (igualdade de todos e regras de bom senso no uso de dinheiro público), para que sejam exigidas de todos os sindicatos transparência total e prestação de contas das verbas recebidas. Por que razão, sendo exigência geral a prestação de contas, os sindicatos (assim como a UNE) não têm essa obrigatoriedade? Estamos alimentando a "Hidra de Lerna" que se tornou o movimento sindical, rico e descontrolado. Essa "serpente" pode dificultar muito, se não travar, seu governo. Use logo a espada de Héracles, antes que seja tarde!
Silvano Corrêa
Postar um comentário