quarta-feira, 15 de dezembro de 2010

Epidemia nacional do crack

Em 14/12/2010

Creditemos a dimensão nacional que ganhou a epidemia do crack no Brasil à omissão pontual - durante as duas gestões de Lula como presidente da república - relativa à questão de segurança em nossas fronteiras, mormente aquelas que fazem divisas com Paraguai , Bolívia e Colombia.

Enquanto o caixa do amigo e companheiro Evo Morales durante este tempo recebeu um polpudo reforço , já que o próprio presidente cocalero reconheceu que a produção de folhas de coca é peso importante na economia boliviana....aqui, neste imenso território, alastra-se o consumo do crack . Os números da primeira pesquisa nacional sobre o crack não mentem: 98% das 3.950 cidades pesquisadas enfrentam problemas relacionados com esta droga.

Some-se à esta desgraça a perene ausência do Estado na questão da Saúde relativa ao tratamento dos drogados. São multidão de zumbis formando as cracolândias em cidades brasileiras, abandonados.

Agora , depois da divulgação deste levantamento, garanto que grupos de trabalho serão formados , vão discutir este assunto em blablablás costumeiros de mesas-redondas oficiais , e no fim, tudo continuará na mesma, pois parece existir uma intenção determinada de que se atinja o caos social no Brasil . E eles vão conseguir: gerações já perdidas somadas a outras que fatalmente se perderão, levarão a isso com certeza. Que saldo de final de governo...
Postar um comentário