sexta-feira, 19 de fevereiro de 2010

"Pélolas" de Lula em entrevista

19/02/2010


As "pélolas" de Lula na entrevista ao jornal O Estado de São Paulo:

1)"Eu acho que a Venezuela é uma democracia"...e o "meu governo é a essência da democracia".

2)..."embaixador (brasileiro) Maurício Bustani foi decapitado a pedido do governo americano para que não dissesse que não havia armas químicas no Iraque" . Ô coitado...

3)Dilma "nunca estará sozinha. Eu estarei espiritualmente ao lado dela"...Bom, se é ele mesmo quem diz, só me resta esperar .

4)"Por cada 100 mil habitantes (de uma população de 191 milhões), o governo tem 11 cargos comissionados. O governo de São Paulo tem 31 e a prefeitura de São Paulo tem 45". Errado, erradíssimo. A prevalecer a regra de três, 100 mil funcionários em relação a 191 milhões de habitantes, significam algo como 52 funcionários para cada 100 mil habitantes. De onde Lula tirou esse número 11? Lula não tirou, Lula inventou na hora, com certeza...e como ninguem discute o que Lula afirma, fica valendo o que ele disser. Mesmo sendo abobrinha.

5)"...o que as pessoas não podem é proibir que um presidente da República inaugure as obras que fez". Lula, com Dilma à tiracolo, inaugurou neste ano passado ,até pilastra de ponte a ser construída, baldrame de escola a ser construída...e sempre com um palanque já armado e uma platéia recem chegada num ônibus fretado e marmita garantida.

6)"...o único Estado forte que eu quero é o Estadão", disse numa referência ao jornal. Forte mas pendendo para o lado de quem, Lula? Bem que eu reparei que este jornal vermelheceu...talvez Lula agora possa cantar, referindo-se ao jornal Estadão:" a cor do meu batuque tem o toque, tem o som da minha voz...vermelho, vermelhaço, vermelhusco, vermelhante, vermelhão".
Que pena...
Postar um comentário