terça-feira, 9 de fevereiro de 2010

Haiti - Plano Marshal X Plano Lula

31/01/2010



Chega a ser ridícula a postura de Celso Amorim ao exigir que o Brasil lidere a reconstrução do Haiti sob o Plano Lula e não sob o Plano Marshal , usado pelos Estados Unidos com evidente sucesso e competência na reconstrução da Alemanha pós-guerra.

"O presidente Lula foi o primeiro a idealizar uma reunião de doadores para o Haiti" reclamou ele ao saber que o embaixador do Haiti em Washington quer, na reconstrução do país, que usem o " Plano Marshal implementado pela comunidade internacional e sob a liderança do Estados Unidos" e não o "Plano Lula".

É a ciumeira típica de países de terceiro mundo contra o Tio Sam , somada à inveja e a antipatia sempre devotada pela esquerda a tudo que seja norte-americano , agora acrescida da gula pelos grandes lucros que empresas brasileiras , estatais e privadas, possam obter no Haiti , sob a liderança do Plano Lula.

Mas um Plano Lula poderia ser idealizado especialmente para o Brasil para reconstrução de áreas degradadas, não? Começando por oferecer saneamento básico e infra-estrutura em todas as favelas das capitais e grandes cidades brasileiras; construindo novas estradas de qualidade e reconstruindo as que existem em condições precárias, pois as estradas brasileiras são as que mais matam no mundo; construindo hospitais decentes , com corpo médico e pessoal da área da Saúde de qualidade , e aparelhando-os devidamente , garantindo que tais aparelhos não se transformem, de novo, em objetos de enfeite por falta de pessoal qualificado em manipulá-los; reestruturando a área de segurança pública ao oferecer cursos de qualificação aos policiais, salários dignos e armamentos modernos , compatíveis aos usados pelos bandos de traficantes que dominam grandes territórios em importantes cidades brasileiras.

E principalmente, criando um Plano de Estado de médio a longo prazo, todo voltado para o combate efetivo ao tráfico de drogas, cujos envolvidos estão infiltrados, minando e causando destruição em todas as áreas da sociedade e em todas as instituições deste país. Eis o cancro maior a ser atacado!

Em conclusão, Amorim: deixe o Plano Marshal dos americanos para o Haiti, e como bom brasileiro que é, defenda um Plano Lula para o Brasil., um PAC GERAL..apesar de que o tempo de Lula na presidência esteja se esgotando sem que ele tenha conseguido resolver qualquer destas questões...
Postar um comentário