quarta-feira, 20 de janeiro de 2010

DesemPACar

(No Estadão impresso, quarta-feira, 20/01/2010)
A ministra e pré-presidenciável Dilma Rousseff disse que a oposição, se eleita, acabaria com o Programa de Aceleração do Crescimento (PAC). Realmente, o engodo do já apelidado "PACderme", pela lentidão das obras, deverá ser substituído por um plano administrativo eficiente e dinâmico de projetos específicos (incluindo os arrolados no "PACote" atual). Assim o Brasil poderá ter crescimento sustentável de fato, e não só de discurso. O brasileiro não é burro, já entendeu o sentido eleitoral (e ilegal) desse programa, que não passa de uma desculpa para montar palanques onde Lula possa fazer o que mais gosta: comícios!
Postar um comentário