sábado, 14 de novembro de 2009

Imprensa no paredón

12/11/2009


Liberdade de imprensa é incompatível com governos totalitários, populistas e antidemocráticos. Não por acaso está sendo afrontada por toda a América Latina sob Chavez, Evo Morales, Rafael Correa, Lugo, Kirschner(s) e Lula.

Há mais de 100 dias o jornal O Estado de São Paulo está sob censura impedido de publicar qualquer materia referente ao processo que investiga o filho de José Sarney , envolvido no que chamam de Operação Boi Barrica.

Aliás, são tantos os escândalos políticos ocorridos no Brasil nos últimos anos e não vi os "cara-pintadas" nas ruas a pedir o fim da corrupção sistêmica implantada, oficializada e juramentada...Afinal, quem conduziu os cara-pintadas para pedir o fim do governo Collor que - hoje sabe-se - foi pinto comparado a este, um carcará-gavião?

Será que os que foram às ruas naquele tempo hoje tem consciência de que serviram somente de massa de manobra dos partidos interessados no poder?

A Lula incomoda que jornais bem informem, não fosse assim o jornal Estadão não estaria sob vexatória censura. A Lula incomoda também que jornais sejam formadores de opinião. Assim fica muito claro que o presidente-palanqueiro quer sossegadamente deformar a cabeça dos brasileiros sem que nada ou ninguem o atrapalhe!
Postar um comentário