terça-feira, 15 de setembro de 2009

LULA, O RANCOROSO

Lula, o rancoroso- publicada no Diário da Manhã em 14.09.09

Quando vejo o presidente Lula articular em palanques regionais contra a reeleição de senadores que lhe fazem oposição, não dá para esquecer a frase dita dias atrás por ele próprio: “Uma mãe tem de cuidar de seus filhos igualmente sem fazer diferença.” Não é o que acontece quando Lula articula para expandir seus poderes. Está mais no papel de madrasta e parecidíssimo com Hugo Chávez, que tenta por todos os meios ter um Congresso e um Senado com sua cara. Exemplos de governos autoritários temos de sobra e Lula tem sido ótimo aluno na briga por maior poder. O presidente também se esquece de que caberá ao eleitor decidir quem deverá voltar para casa. Tanto senadores como deputados que “se lixaram para” o eleitor serão lembrados na hora do voto. Agindo feito madrasta, o Lula rancoroso procura eliminar aqueles que lhe fazem oposição enquanto anda de braços dados com Collor, Sarney e Renan, os odiados do povo brasileiro. 2010 vem aí, não vamos nos esquecer do que nos fizeram as excelências e lhes daremos o castigo merecido. Não há temor maior para um parlamentar do que perder uma eleição. Quem deve ter os olhos e ouvidos bem abertos é o eleitor, esse sim o responsável pelos desmandos que estão sendo praticados no País. O voto é uma arma que, quando bem usada, produz efeitos benéficos a todos. Vamos mudar o Brasil em 2010, essa será a nossa vez. Izabel Avallone,
Postar um comentário