segunda-feira, 3 de agosto de 2009

Uma medida e meia, por favor

02/08/2009


Enquanto Renan finge que não admite a renúncia de Sarney (inevitável) ele deve é estar trabalhando freneticamente no sentido de que tudo pare por aí mesmo ...na simples renúncia. O que pretende é que os senadores não façam Sarney pagar na justiça por seus atos caso estes sejam considerados criminosos. Sei que Renan conta com o Conselho de Ética nesta empreitada, mas os membros deste conselho, que foi escolhido à dedo, tem cada rastro de lama atrás de si que não vai ser dificil aos senadores pressioná-los também.


Espero que os senadores não cedam a Renan e nem ao Conselho de Ética...que façam , pelo menos desta vez, a lição por completo, amputando membros, purgando feridas, até mesmo as próprias, e não desistindo de mandar à justiça todos aqueles que colaboraram para que o Senado quase implodisse - como tanto torcia a ala petista do ministro Tarso Genro e do seu provável sucessor dep. Martins Cardoso que só querem ver é o fim da instituição. Responsabilizar por completo Sarney e todos de sua "equipe" é o marco que definirá o começo de uma nova ética na politica.


Ao inves de meia-medida, senadores, desta vez nós queremos é uma medida e meia.Por favor.
Postar um comentário