segunda-feira, 3 de agosto de 2009

SAÍDA

Saída- publicada n o Diário de Natal em 03-08-09

Articula-se dentro do PMDB, com ajuda do Palácio do Planalto, uma nova saída para Sarney. A entrada do senador Francisco Dornelles (PP-RJ), por ser considerado um aliado do governo, amigo de Sarney e por ter uma ficha limpa, parecem ser a solução para o plano B. O fato de Dornelles não ter sido alvo de denúncias e nunca ter seu nome ligado a escândalos, são os requisitos necessários para qualquer senador e para um presidente do Senado. Não basta o afastamento de Sarney, é preciso que as falcatruas sejam investigadas e seus autores punidos. Aos 74 anos, Dornelles mostra ter uma biografia digna de orgulho e não pode jogá-la no lixo, em nome da governabilidade, de um governo que mata a mãe se preciso for, pela continuidade no poder. Com a imagem desgastada, o PMDB não conseguirá levar adiante seu plano mirabolante de abafar o caso. A sociedade bem informada graças ao trabalho da imprensa aguarda atenta os novos rumos dessa escandalosa crise, que se instalou no Senado, cujos sinais mostram que as excelências já passaram da conta. Não será com uma carta reivindicando a legitimidade das urnas, que o partido convencerá os eleitores de que o partido é sério. Não basta parecer sério, tem de ser sério abrindo mão do fisiologismo, do corporativismo, do nepotismo. Simples assim. Izabel Avallone
Postar um comentário